Cruzeiro no MSC Seaview – embarque no navio e experiências

seaview

Dia de Embarque

Chegou o dia do embarque no MSC Seaview!

Apanhei o autocarro para o terminal A Adossat nas traseiras da Praça Colón, tendo pago 3 euros.

Antes de partir para Barcelona, fiz o download da aplicação “MSC for Me” que permite ter toda a informação do cruzeiro e fazer o check-in online.

Fiz o check-in online, mas de nada serviu, mesmo tendo gerado um código de embarque.

Tive que fazer o check-in normal.

Confesso que não gostei e pensei: “Mais uma aplicação da treta para inglês ver”.

Dentro do navio a aplicação de início também não funcionou. Só quando pedi ajuda é que a aplicação funcionou, criando um novo user e palavra passe. A partir daí, funcionou bem, permitindo fazer reservas e ver o diário de bordo, tendo a possibilidade de assinalar os eventos que interessavam.

Reservei espectáculos para os primeiros 3 dias.

Poderá saber mais sobre o “MSC for Me” aqui.

Cheguei cedo ao barco porque pretendia tirar fotos do MSC Seaview enquanto o mesmo não estivesse cheio.

Após o check-in tratei de pequenas burocracias como a activação do cartão de crédito numa máquina como a que se segue.

seaview
Activação de cartão de crédito

Fui ao meu camarote para o conhecer e ver a localização do mesmo.

seaview
camarote interior
seaview
Camarote interior

Depois, percorri o navio para o conhecer e tirar fotos.

Elevadores

São inovadores. Existem ecrãs onde se seleciona o andar para onde quer ir e após assinalar o destino, o ecrã indica o elevador a tomar, identificados por uma letra e número.

Neste exemplo, assinalei o piso 18

seaview
elevadores
seaview
letra e número do elevador
seaview
elevador – no interior
Aquaventura Park

No piso 18 visitei o Aquaventura Park.

seaview
Aquaventura Park

Pisos superiores

Passeei pelos pisos cimeiros

seaview

Ponte dos Suspiros

E adorei a Ponte dos Suspiros que existe no Seaview e no Seaside

Também tirei à noite

seaview

seaview

Restaurantes, bares e outras facilidades do MSC Seaview

Jungle Pool

seaview

Existem áreas só para quem adquiriu o pacote Aurea e Wellness bem como o Yacht Club pelo que não foi possível fotografar

Buffet do piso 16 – Ocean Point

seaview
Ocean Point Buffet

Esplanadas nos pisos cimeiros, bastante agradável

seaview

Percorri o Waterfront e a Infinity Bridge

seaview
Waterfront

seaview

seaview
Infinity Bridge

Buffet do piso 8 – MarketPlace

seaview

Passei por alguns bares

seaview

As já famosas escadas com cristais Swarovski

seaview

seaview

Atrium

E, a par da Ponte dos Suspiros, um dos ex-libris do navio, o Atrium:

seaview
Atrium

O navio tem um bar e confeitaria dedicado ao chocolate com esculturas em chocolate

seaview

Casino

seaview

Teatro

É necessário reservar via aplicação MSC for Me ou nos ecrãs espalhados pelo navio. 5 minutos antes do espetáculo começar e se o Teatro não estiver cheio, deixam entrar por ordem de chegada quem não reservou.

seaview

Restaurantes Principais e incluídos na tarifa do cruzeiro

O restaurante Golden Sandseaview

O restaurante Silver Dolphin

seaview

Estranhamente não me autorizaram a fotografar o excelente MSC Aurea SPA. Estava vazio, pelo que a questão da privacidade dos hóspedes não se colocava…

Restaurantes de especialidade – pagos à parte

Visitei os restaurantes de especialidade como o Teppaniaki e o Butcher’s Cut

seaview

O dia de embarque

Depois de tirar as fotos, almocei no buffet onde à primeira vista, notei um decréscimo na qualidade da comida face a outros cruzeiros MSC que já fiz. Esperemos que melhore nos dias que se segue.

De seguida desfiz a mala, que, entretanto, tinha sido colocada à porta do meu camarote.

E fui escrever as crónicas do blog no piso 16 com vista para o mar.

O exercício obrigatório de emergência estava marcado para as 17 horas.

O meu portátil estava com hora portuguesa pelo que só me lembrei de tal 5 minutos antes da hora marcada para o exercício.

Disse para mim: “que se f… o exercício”, pois estava a trabalhar no blog e não queria interromper o dito cujo.

Eu sei…eu sei… não se deve faltar ao exercício.

Mas faltei, fiquei com uma curiosidade aguçada quanto às consequências e à noite tinha uma carta do Comandante a remarcar o exercício para o dia seguinte às 10 horas.

seaview
o puxão de orelhas do comandante 😉

Só fiquei com pena de não ma ter assinado a carta, pelo que vou tentar obter um autógrafo do comandante. Vou lhe dizer: “eu faltei ao exercício, mas o senhor Comandante não assinou a carta”

Mas valeu a pena faltar, já que no dia seguinte, eu era o único do ponto de encontro da letra E a estar presente e de início tive tratamento personalizado. A minha “salvadora” é bailarina, sul africana de nome Chloe 😉. Conversámos um bom bocado, até perceber que perdi a exclusividade dela assim que chegaram mais cinco pessoas da mesma área de “Assembly Station E”.

seaview

À noite assisti a espectáculos no teatro:

seaview

E no Atrium – festa Flower Glory

seaview

Dando assim por terminado o 1º dia de cruzeiro.

“Estória” do dia (além da “balda” do exercício de emergência):

– Encontrei vários empregados brasileiros. Comecei a falar inglês e quando disse que era português, duas responderam “eu sou brasileira”. Risota claro… Isto aconteceu-me 3 vezes seguidas, cada tiro cada melro. E quando perguntava se falava português, o(a) empregado(a) não falava a nossa língua 😊

Agora olho sempre que possível para o crachá para ver a nacionalidade do empregado(a).

E chegamos ao dia 2 – Ajaccio – que contarei num artigo onde incluirei a visita a Portofino no dia 3.

Continue a acompanhar a viagem com o próximo artigo

Boas viagens flutuantes 🙂

Acompanhe o blog no Facebook e Instagram.

Pedro Monteiro

Siga-me nas redes sociais
error

Agradeço seu comentário :)

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.