Quanto custa um cruzeiro ?

reservar um cruzeiro

Quanto custa um cruzeiro ?

Um cruzeiro implica custos que não são tidos em conta logo no preço do mesmo publicado pelas agências e companhias de cruzeiros.

Quando vemos que um cruzeiro custa 1.400 euros para um casal num camarote com vista mar, por exemplo, há custos adicionais que não estão incluídos no preço a não ser que haja indicação em contrário. Por exemplo:

  • Gratificações
  • Bebidas
  • Transferes
  • Vôo para o porto de embarque e volta

Como se deve orçamentar umas férias num navio de cruzeiros?

Vou considerar um casal, apesar de eu viajar sozinho.

O João e a Maria decidem fazer um cruzeiro de 7 noites no Mediterrâneo com partida de Barcelona e regresso ao mesmo porto. Não há voos incluídos nem pacote de bebidas. Partem para Barcelona a partir do Porto na véspera do inicio do cruzeiro, pois é sempre uma boa política chegar ao local de partida do navio na véspera da partida.

Vejamos quanto custa um cruzeiro neste cenário:

  • Preço do cruzeiro – 1.400 euros
  • Vôos com bagagem de 23 kg no porão – 250 euros
  • Transfer Aeroporto-Hotel no centro – 40 euros
  • Estadia uma noite em Hotel com pequeno almoço – 250 euros
  • Jantar em Barcelona – 50 euros
  • Transfer Hotel-Porto de Embarque de metro (saída na estação Drassanes e autocarro T3 Portbus) – 4,40 euros
  • Pacote de bebidas – 364 euros (26 euros/dia/pessoa)
  • Gratificações – 140 euros (10 euros/dia/pessoa)
  • Excursões nos 5 portos de escala sem recorrer às do navio e assumindo que usa táxi, empresa de excursão local ou autocarro hop on hop off- média 25 euros por pessoa – 250 euros
  • Gastos nos portos de escala (lembranças, bebidas e comida local) – 250 euros
  • Táxi para aeroporto de Barcelona – 40 euros
  • Uma noite pós cruzeiro em Barcelona – 250 euros
  • Almoço e jantar em Barcelona no dia de desembarque – 100 euros
  • Almoço rápido (sanduíche) no aeroporto antes de levantar voo de regresso a casa – 25 euros

Tudo somado temos um valor de 3.663,40 euros quando ficámos entusiasmados inicialmente com o valor de 1.400 euros (700 euros por pessoa).

Esta estimativa é feita à boa maneira dos contabilistas e diretores financeiros: estimativa de custos pessimistas. E este é um cenário pessimista. Ou talvez não… digam de vossa justiça. Eu sou forreta 🙂 e não gasto muito nos portos de embarque ou de desembarque. Quero é conhecer os sítios por onde passo.

Já procuro ir com tudo incluído para o cruzeiro para não ter que me preocupar com gastos durante o mesmo.

Conselhos para reduzir custos

  • Refeições – tente comer em locais baratos mas com o minimo de qualidade evitando os restaurantes nas zonas mais turísticas. Isto aplica-se nas estadias pré e pós cruzeiro bem como nos portos de escala. Raramente comi nos locais onde o navio passa. Não me interesso muito pela gastronomia local, pois não se come melhor do que em Portugal e aguento várias horas sem comer em férias de cruzeiro. Levo garrafa de água na mochila para me hidratar.
  • Se for para destinos de praia, leve o equipamento de snorkel. Consegue comprar uns por 8 euros e escusa de alugar por 10 euros durante 3 horas no destino.
  • Leve a sua toalha de praia se for para destinos como as Caraíbas e não leve a do navio para fora do mesmo. Se perder a toalha são 20 euros/dólares que a companhia lhe cobra por perder a mesma.
  • Evite o táxi e use Metro, comboio ou autocarro. Consegue poupar bastante, como demonstrei no exemplo acima citado (4,40 euros de Metro desde o Hotel até ao Porto de Barcelona)
  • Em portos de escala que parem junto ao centro da cidade, percorra a pé o centro da mesma ou se o local que quer visitar ficar longe, veja quanto custa ir e regressar de comboio ou autocarro.
  • Lembranças – compre com peso e medida sem gastar muito, pois muita das coisas que compra, vão ficar encostadas na arrecadação da casa sem nunca mais serem utilizadas.

Assim pode aproveitar para gastar o dinheiro em experiências locais únicas, como por exemplo:

  • Scuba Diving em Cozumel
  • Snorkel nas Ilhas Caimão com raias
  • Descida em bóias ou rafting na Jamaica

E muito mais.

O que importa é divertir-se.

Boas viagens flutuantes 🙂

Acompanhe o blog no Facebook e Instagram.

Pedro Monteiro

 

Siga-me nas redes sociais
error

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.